Eleições 2014 – escolha o seu economista

A eleição deste ano já está sendo considerada por muitos, uma das mais concorridas da história brasileira. E, uma questão em especial já tem se mostrado central nos debates entre os presidenciáveis: economia. Muito se fala sobre taxa de juros, inflação, banco central, infraestrutura, déficit público, desemprego, PIB, dentre várias outras questões. E foi pensando nisso que[…]

Crescimento e desenvolvimento econômicos: qual a diferença?

Ontem à noite aconteceu na BAND o debate entre os candidatos ao mais alto posto do executivo no país: a presidência da república. Muitos temas foram discutidos, dentre eles, questões sobre crescimento econômico e desenvolvimento econômico. É comum escutar estes termos juntos e, por vezes,  eles até são usados como sinônimos. Mas no fundo, você[…]

O atraso em infraestrutura e como Max Weber pode explicar isso

Hoje, em reportagem do Estadão, está em destaque a notícia de que cerca de 30% das obras de concessões das rodovias estão em atraso. Não é de hoje que vemos notícias deste tipo nos noticiários. Faz pouco tempo que presenciamos ansiosos a chegada do dia 12 de junho para saber enfim se daria tempo ou[…]

Votorantim, empreendedorismo e economia

Ontem à noite, dia 24, morreu o empresário Antônio Ermírio de Moraes. Para quem não o conhece, o Dr. Antônio Ermírio (como era chamado por muitos) era presidente do Grupo Votorantim, um dos maiores no Brasil, e uma inspiração de empreendedorismo. O Grupo Votorantim atuava em diversas áreas, como siderurgia, papel e celulose e, inclusive, setor[…]

Inadimplência e as consequências para o desenvolvimento

“Compre seu carro agora!” “Abra um crediário conosco!” “Planos facilitados, venha conferir!” O ano era 2010, não faz muito tempo. Acredito que muitos de vocês leitores se lembram deste período de que alguns economistas mais otimistas chamavam de “pequeno milagre econômico”. O governo disse ao povo, “podem comprar“, e o povo mais que prontamente atendeu[…]

Autonomia do Banco Central? O que é um banco central?

Há muitos anos que o tema “autonomia do Banco Central” tem estado presente nas discussões políticas e econômicas. Mas, antes de entrar nesse ponto, talvez você se questione: o que é um Banco Central? Basicamente, um Banco Central é o “xerife” do sistema financeiro. A maioria dos países tem um, mas o Banco Central do[…]

Compulsório e crédito – de onde vem, para onde vão?

Após recebermos várias notícias relacionadas ao fraco crescimento do PIB, o Banco Central resolveu reagir e disponibilizar 25 bilhões para reanimar a economia. Sabe de onde vem esse dinheiro? Da sua conta! Mas calma, não se desespere, eu explico: além das operações comerciais, direcionadas aos clientes, os bancos devem prestar contas ao Banco Central (Bacen),[…]

Todo mundo fala em educação, mas para quê, afinal?

Hoje (20 de agosto de 2014), o jornal Estadão publicou matéria ressaltando o desempenho negativo dos alunos do ensino médio da rede estadual paulista nas avaliações de Português e Matemática. Lembrei-me de um questionamento que a maioria de meus colegas de classe da época do ensino médio costumavam fazer: “mas para que eu preciso aprender[…]

O que a produtividade da economia tem a ver com o meu salário?

Aumento de salários, acordos sindicais, dissídios. Nos últimos meses nós vimos estes assuntos aos montes na mídia. Mas por que as empresas simplesmente não reajustam estes salários de acordo com as demandas sindicais? Funcionário bem remunerado é funcionário produtivo, correto? Nem sempre. Todo aumento salarial deve estar atrelado a produtividade da empresa. Se a empresa[…]

Laissez-faire, laissez-aller, laissez-passer e as origens do pensamento econômico moderno

A ideia do “laissez faire” remonta ao século XVII, período em que o iluminismo europeu floresceu com as teorias de diversos filósofos, dentre eles (e de suma importância), Adam Smith, tido como o pai da Ciência Econômica Moderna. No entanto, somente no século XVIII é que a filosofia da ilustração veio atingir seu ápice com[…]

O autointeresse sobre as relações socioeconômicas

“O homem, entretanto, tem necessidade quase constante da ajuda dos semelhantes, e é inútil esperar esta ajuda simplesmente da benevolência alheia. Ele terá maior probabilidade de obter o que quer, se conseguir interessar a seu favor a auto-estima (sic) [autointeresse]  dos outros, mostrando-lhes que é vantajoso para eles fazer-lhe ou dar-lhe aquilo de que ele[…]

O problema da água: natureza, economia ou política?

Há alguns meses, particularmente nas últimas semanas, tem-se falado exaustivamente do problema do fornecimento de água. O debate esteve presente principalmente na região metropolitana de São Paulo. Esta questão envolve aspectos econômicos, pois trata-se da distribuição de um recurso escasso. E é função de um economista analisar a distribuição de recursos. Ocorre que a falta[…]

Receba o AE1