O impacto do PIB em nossas vidas, parte II

Estamos nos Estados Unidos, no começo da década de 40 e a sociedade, até então desesperançosa com o passado, parece estar finalmente vendo uma luz no fim do túnel. Se você fosse perguntar pra população o porquê dessa motivação, dificilmente eles saberiam explicar, até porque eles ainda estavam em guerra contra alguns países, e há Read more about O impacto do PIB em nossas vidas, parte II[…]

A meta é colocar a economia nos trilhos

Ontem, o Comitê de Política Monetária (COPOM) deu início a penúltima reunião do ano de 2014, na qual define as metas de política monetária do período. E, numa atitude que surpreendeu a todos, definiu e divulgou a taxa básica de juros, a SELIC, logo na primeira reunião. Geralmente o COPOM se reúne oito vezes por Read more about A meta é colocar a economia nos trilhos[…]

Fazer negócios no Brasil é coisa de maluco?

O Brasil melhorou sua posição no ranking dos melhores lugares para negócios, o Doing Business – Going Beyond Efficiency, elaborado pelo Banco Mundial. Esta pesquisa visa analisar o ambiente dos negócios de 189 países e os indicadores levantados são utilizados para analisar os resultados econômicos e identificar quais as reformas na regulamentação de negócios funcionaram, Read more about Fazer negócios no Brasil é coisa de maluco?[…]

De volta para o futuro

Dilma foi reeleita. O país está dividido. O Brasil vai acabar. O mercado reage. A bandeira ortodoxa se ergue. Dois dias após a reeleição de Dilma, o pessimismo continua a se acumular e muito se especula sobre quais as ações serão tomadas para recuperar a pujança da economia brasileira. A desvalorização do real frente ao Read more about De volta para o futuro[…]

O impacto de Y=C+I+G+(X-M) nas nossas vidas

Um desses dias, durante a aula, o professor nos propôs uma reflexão com base na equação acima, sob o seguinte questionamento: “se você fosse o novo presidente do Brasil, de que forma você alteraria as variáveis desta equação a fim de promover o crescimento econômico?” Olha, eu até entreguei, mas confesso que ficou muito aquém do Read more about O impacto de Y=C+I+G+(X-M) nas nossas vidas[…]

Série PIB – Identidade Macroeconômica

O produto interno bruto (PIB) representa a soma (em valores monetários) de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região (quer sejam países, estados ou cidades), durante um período determinado (mês, trimestre, ano, etc). O PIB é um dos indicadores mais utilizados na macroeconomia com o objetivo de quantificar a atividade econômica de Read more about Série PIB – Identidade Macroeconômica[…]

Resumo da Semana – 20 a 26 de outubro

20/10/2014 – A ciência da escassez e as finanças pessoais Entenda como é a composição do seu salário e como a restrição orçamentária pode influenciar nas hora de gastar ou investir seu dinheiro. 21/10/2014 – A era dos extremos (ou a história para salvar a política e a economia) Neste texto é possível saber mais sobre como Read more about Resumo da Semana – 20 a 26 de outubro[…]

O voto dos economistas

Neste domingo conheceremos o novo presidente da república pelos próximos quatro anos. E você, já decidiu o seu candidato? Caso ainda esteja indeciso, vejam nossas opiniões sobre cada candidato aqui e aqui. De todo modo, o Jornal Valor Econômico realizou uma pesquisa dentro das principais escolas de economia no Brasil, sobre a intenção de votos Read more about O voto dos economistas[…]

Porque eu escolhi votar na Dilma

Moro em Osasco, na região metropolitana da Grande São Paulo. Por muito tempo, o bairro onde moro foi considerado uma favela, com altos índices de violência, com muitas moradias precárias, com ruas ainda de terra. Entretanto, nos últimos 10 anos, meu bairro ganhou novos ares, novas escolas, as casas tornaram-se melhores, a violência reduziu bastante, Read more about Porque eu escolhi votar na Dilma[…]

Porque eu escolhi votar no Aécio

É nítida a polarização entre classes e raças que se manifestam das formas mais puras e até cruéis nestes últimos dias que precedem o pleito do segundo turno, onde geralmente os mais pobres possuem tendências petistas e os mais ricos possuem tendências psdbistas. Apesar de estar assim no imaginário das pessoas, eu não vejo dessa Read more about Porque eu escolhi votar no Aécio[…]