A Grande Semana – PS#130

A Grande Semana - Painel Semanal #130

Visão Geral

Após uma semana de agenda limitada, feriados e atenção a Davos (veja o Painel Semanal #129 para saber mais), a intensidade é grande com uma enorme série de indicadores econômicos relevantes. Além, disso questões políticas locais e internacionais também estiveram presentes.

A semana que passou começou com um dado pouco amigável para os mercados financeiros e para a economia mundial. O crescimento chinês chamou a atenção pela série histórica. O crescimento de 6,6% em 2018, robusto para padrões brasileiros, foi o menor para a China desde 1990. O indicador reforçou ainda mais o receio de uma desaceleração global a partir deste ano.

Apesar do resultado relativamente ruim sobre a economia chinesa, a expectativa de mais estímulos financeiros e monetários animou o mercado. As bolsas asiáticas fecharam o pregão de segunda-feira em alta, o que não diminui a importância e potencial negativo do dado macroeconômico.

Tão logo o indicador foi divulgado pela China, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recorreu ao Twitter para dar uma alfinetada no gigante asiático. Trump escreveu: “(…) faz sentido a China finalmente fazer um acordo comercial de verdade e parar de brincar”.

A guerra comercial também teve seus desdobramentos. Uma reunião prévia entre autoridades chinesas e americanas chegou a ser cancelada. Assim, um possível desfecho positivo nas relações comerciais entre os dois países foi colocado em xeque.

Na Europa, a situação permanece bastante incerta. Dados sobre percepção econômica na Zona do Euro atingiram o menor nível desde fevereiro de 2012 na comparação por trimestres móveis. Dados vindos da Alemanha também endossaram um arrefecimento da economia europeia. Isso coloca ainda mais combustível na expectativa de uma forte desaceleração da economia alemã nos últimos meses.

– – –

Receba o AE1 diretamente no seu celular. Clique aqui e saiba mais.

– – –

No Brasil, o IPCA-15 que variou positivamente em 0,3% no mês de janeiro, patamar ligeiramente mais baixo que o verificado no mesmo período do ano anterior. Os índices de confiança seguiram a tendência de alta, porém com o preocupante descolamento dos índices de expectativa e de situação atual. Portanto, por ora só boas expectativas – na prática, estamos estagnados esperando pelo melhor.

Os destaques desta semana, aqui no Brasil, são os dados do setor externo, dados de política monetária, dados do mercado de trabalho e produção industrial. Na agenda externa, destaque especial para a segunda votação do Brexit e PIB dos Estados Unidos.

Aproveitem. E seguimos de olho.

Acompanhe o Painel Semanal #130.


Preencha o formulário abaixo e receba toda segunda-feira o Painel Semanal diretamente no seu e-mail!