Montecchio x Capuleto

Por Márcio Durigan As discussões sobre o momento político do Brasil virou um embate quase que clubístico. Ao invés de debates sobre reformas, renovação de ideias, caminhos para retomada de desenvolvimento, o que vemos nas mídias e nas ruas parece conversa entre torcedores de futebol. Flamengo x Vasco, Corínthians x Palmeiras, Atlético x Cruzeiro… São[…]

Corinthians líder, Vasco lanterna!

Por Márcio Durigan. O que esse título tem a ver com o nosso site ou ainda com a charge que utilizamos essa semana? Tudo, se olharmos isso sob a ótica crítica de como o leitor interpreta o que se publica na mídia, especialmente na internet. Os grandes portais usam de títulos sensacionalistas, “olhos” ou retrancas [1][…]

Uma relação maquiavélica

Por Franklin Lacerda, Márcio Durigan e Koiti Yatsunami. Nicolau Maquiavel (1469-1527) foi um cientista político numa época em que a ciência política florescia. Filho de advogado, desempenhou diversos cargos públicos na época dos Médicis, na Itália. A sua obra-prima foi “O Príncipe”, publicada em 1513, em que Maquiavel apresenta fundamentalmente maneiras de como conquistar e[…]

2015, o ano dos ajustes e reajustes

Ano novo, vida nova e política econômica nova… Será? No final de 2014 nós cantamos “It’s the end of the world as we know it” e agora, no começo de 2015, com expectativas renovadas, estamos assistindo a algumas guinadas na política econômica do governo brasileiro, algo que para muitos já era esperado, para outros nem[…]

Este é o fim do mundo como conhecemos (e eu me sinto bem!)

Pra quem gosta de música, já deve ter notado que este título não é nosso, mas de uma música do R.E.M. – “It’s the end of the world as we know it (and I feel fine) – que foi lançada em 1987 e relançada em 1991. Com um clima pós-apocalíptico, o clipe da música mostra uma criança brincando em[…]

O manifesto economista

Esta semana, foi publicado na rede um manifesto assinado por 164 economistas brasileiros que atuam em universidades nacionais e internacionais. O objetivo do documento é rebater temas muito falados entre os candidatos, principalmente pela candidata do PT, Dilma Rousseff. Com suas palavras: “o nosso objetivo é desconstruir um dos inúmeros argumentos falaciosos ventilados na campanha[…]

A invenção da classe média, sua quase extinção e a tentativa de ressucitá-la

Ontem a OIT (Organização Internacional do Trabalho) divulgou um relatório no qual eles defendem que os baixos salários são prejudiciais à economia. Por mais que a lógica do “se eu não tenho um mercado consumidor eu não tenho o porquê de produzir” faça algum sentido, hoje a maioria dos empregadores trabalham com políticas de remuneração[…]

Ciência e desenvolvimento, uma relação de longo prazo

Uma das notícias que saiu hoje na Folha de SP traz a seguinte chamada: “Brasil tem só 4 dos 3215 cientistas cujas pesquisas tem maior impacto”. Essa listagem de cientistas foi feita pela consultoria Thomson Reuters. Porque isso é importante? Recentemente, conclui um artigo acadêmico (postaremos aqui em breve) com uma de minhas mestras (Ivy Judensnaider) no[…]

Retomando os trilhos do desenvolvimento

Hoje na Folha de São Paulo foi divulgado o resultado de um estudo apontado que as estradas serão um estacionamento a céu aberto a partir de 2030. Mas qual a possível solução para este problema que impacta diretamente no desenvolvimento econômico? A implantação de trens inter-regionais! O mais estranho de tudo isso é que essa estrutura já existia. Não se trata de[…]

Renda e consumo – o elo para atender nossas necessidades

As vendas dos setores varejistas apresentaram queda pelo segundo mês consecutivo, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Provavelmente, este tipo de informação é de fácil compreensão para a maioria de nós: se as vendas caíram, as pessoas estão comprando menos; se estão comprando menos, provavelmente a renda está menor; com a[…]

Poupança, Investimento e Futuro

O HSBC realizou um levantamento global sobre as práticas de investimento em educação. Segundo este relatório, que está em destaque na matéria de hoje no Estadão, no Brasil, apenas 42% das famílias dos entrevistados economizam dinheiro para investir na educação dos filhos. Este número ficou bem abaixo da média global (64%) e quase metade do percentual[…]