Crescimento e desenvolvimento econômicos: qual a diferença?

Ontem à noite aconteceu na BAND o debate entre os candidatos ao mais alto posto do executivo no país: a presidência da república. Muitos temas foram discutidos, dentre eles, questões sobre crescimento econômico e desenvolvimento econômico.

É comum escutar estes termos juntos e, por vezes,  eles até são usados como sinônimos. Mas no fundo, você deve se perguntar: existe diferença entre eles? E eu te respondo: sim! Na realidade, existem muitas maneiras de explicar diferenças e semelhanças entre estes conceitos. Uma que nos parece mais clara é a que se relaciona com a evolução da sociedade e da economia, de modo geral.

Até o começo do século XX, quase não se falava em desenvolvimento econômico, mas somente em crescimento, pois a população mundial era pequena, os países eram pouco integrados e tal, logo, ainda havia muito espaço para crescer.

Com o passar do tempo, questões como: saúde pública, educação, tecnologias, pobreza/riqueza, dentre outras, foram tornando-se mais complexas e resolvê-las tornou-se necessário. Então, percebeu-se que não bastava crescer, mas distribuir, tornar mais igualitário, dividir melhor o bolo. Mas, é aí que entra a confusão.

Desenvolvimento é algo amplo, que envolve pelo menos quatro aspectos: biológico, cultural, político e econômico. Por esta razão, quando se referia ao desenvolvimento econômico em especial, era muito comum se confundir com crescimento.

Até hoje, para muitos economistas, a melhor medida de desenvolvimento econômico é a renda per capita, ou seja, a renda de todos os brasileiros (salários, aluguéis, juros recebidos, lucros recebidos, etc) dividido pelo quantidade total de brasileiros. Bem, o que nos parece mais claro é que crescimento econômico está diretamente relacionado com aumento da produção, queda da inflação, controle de juros, etc.

Já o desenvolvimento econômico está relacionado, na verdade, com o bem-estar, qualidade de vida, distribuição de recursos, dentre outras características. A renda entra nessa conta, pois o aumento da renda permite alcançar melhores condições de vida. Mas a renda por si só, principalmente a renda per capita, não é um bom indicador de desenvolvimento econômico. Ela deve ser analisada junto com outros indicadores como Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), Índice de Concentração de Renda (Índice de Gini), etc.

Para saber mais
http://bit.ly/1OyDSaN
http://bit.ly/1iAunui
http://bit.ly/1LbkT5R
http://bit.ly/1mRJlYB
http://bit.ly/1KUKBte

Créditos da imagem – http://bit.ly/1FyzaXH

3 thoughts on “Crescimento e desenvolvimento econômicos: qual a diferença?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.