Remuneração média/hora permanece estável nos EUA

Na reunião do último dia 17 o comitê deliberativo do Federal Reserve optou por manter a taxa básica de juros no atual patamar de 0,25% ao ano.

Entre os motivos da manutenção da taxa estavam: os impactos no comércio internacional ocasionado pelas desvalorizações cambiais empreendidas por alguns países do leste asiático, liderados pela China; a deflação verificada em agosto, cuja taxa parece ter surpreendido até mesmo os membros do FOMC, entre outros fatores.

Um dos fatos que chamou a atenção nos dias que antecederam a decisão do FOMC, foi a fala do secretário do departamento de trabalho dos Estados Unidos, Thomas E. Perez, de que “apesar de haver recuo no desemprego, este poderia não ser suficiente para fazer convergir a inflação à meta dos 2%, uma vez que os salários estavam mais baixos que outrora”.

Pois bem, hoje pela manhã o mesmo departamento do trabalho divulgou a variação do rendimento médio do trabalho estadunidense, 0%. A variação ficou abaixo das expectativas de mercado que aguardavam 0,2%.

Ou seja, apesar da diminuição constante do desemprego isso ainda não foi capaz de gerar pressões sobre os salários e isso pode ser um indicador bastante importante para a próxima reunião do FOMC, nos dias 27 e 28 de outubro.

Créditos da imagem: http://bit.ly/1j5k6qI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.