Indústria brasileira

A economia está pegando no tranco?

A produção industrial interrompeu uma sequência de quedas e registrou estabilidade em outubro. Após 3 quedas, a produção industrial reagiu e registrou alta marginal de 0,2% em outubro, segundo a Pesquisa Industrial Mensal do IBGE. Para alguns, motivo de comemoração, mas, na realidade, ainda não há motivos para tanta comoção.. Na comparação com outubro de[…]

Perspectivas para o Crescimento

Visão Geral É final de 2018 e a população aguarda ansiosamente a grande virada rumo ao crescimento econômico. Jair Bolsonaro não foi eleito apenas pelo discurso de mudança política. A crise que acometeu o país a partir do final de 2014 e dura até os dias atuais doeu no bolso do trabalhador, que agora espera[…]

O governo fora da jogada

Por André Galhardo Fernandes, economista-chefe da Análise Econômica Há algumas semanas destacamos aqui o problema que o Brasil tem encontrado para sair de vez da recessão. Esse problema, entre tantos outros que poderíamos ter abordado, diz respeito à dissonância entre o Banco Central e os setores bancário e varejista. Enquanto o Bacen tenta de tudo[…]

Selic – o moleque de recados do governo

Por André Galhardo Fernandes, economista-chefe da Análise Econômica. Após dois dias de reunião (6 e 7/fev), o Comité de Política Monetária (Copom) decidiu, por unanimidade, cortar a taxa básica de juros brasileira – a Selic – em 0,25%, de 7% para 6,75%, o patamar nominal mais baixo da história. Em nota divulgada logo após a deliberação,[…]

O papel da Selic na recessão

No dia 6 de dezembro o comitê de política monetária (Copom) optou por fazer um novo corte na taxa básica de juros (Selic). Desta vez, conforme “antecipado” na penúltima reunião, o corte foi menor: 0,5%. A redução colocou a taxa básica de juros em um patamar histórico de 7%, estabelecendo o menor nível praticado no[…]

A saúde da economia dos Estados Unidos

Segundo o Departamento de Comércio dos Estados Unidos, o PIB da maior economia do mundo cresceu 3% no segundo trimestre deste ano. Trata-se da maior taxa trimestral desde o primeiro trimestre de 2015, quando a economia cresceu 3,2% em relação ao último trimestre de 2014. Enquanto o consumo pessoal de bens e serviços contribuiu em[…]

Economia brasileira pode voltar a crescer somente a partir de 2018

Existem fortes argumentos que endossam uma retomada da economia brasileira já para o ano de 2017. As apostas em favor desse argumento se dão mais pela visão de que as coisas vão tão mal que um crescimento no ano seguinte é algo quase que natural. Endossam esse argumento, por exemplo, o nível da utilização da[…]

Uma reflexão sobre a complexidade econômica

A temática da complexidade econômica sempre nos chamou a atenção e, agora, nos parece latente abordá-la. Semana passada, nós abordamos a temática da indústria nesse espaço do editorial <veja aqui>. Essa semana o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) trouxe ao público o resultado da PMC (Pesquisa Mensal do Comércio) e da PMS (Pesquisa[…]

Setor externo é pontapé inicial para retomada da economia

Por Weruska Goeking (de O Financista) Um dos poucos segmentos a mostrar resultados positivos em meio a maior recessão do país desde 1931, o setor externo é “saída alternativa” para a economia brasileira, avalia André Galhardo Fernandes, sócio e diretor de estudos econômicos do setor público da Análise Econômica Consultoria. Em março, o país registrou superávit[…]

Crescimento, desenvolvimento e dependência

André Galhardo Fernandes, economista, professor, comentarista econômico e diretor da Análise Econômica Consultoria, apresentou seu trabalho de dissertação para os alunos do curso de ciências econômicas da Universidade Paulista (UNIP) na manhã do último dia 19 Galhardo é mestre em economia política pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo e, em sua dissertação, abordou a temática do desenvolvimento[…]

Inovação de produtos e serviços

Você já parou para se perguntar porque existe o Iphone 2, 3, 4, 5, 6…? Mais que meros upgrades, são na verdade uma estratégia do fabricante em se consolidar no mercado como um polo gerador de inovações. As novidades, tanto no segmento de produtos como no de serviços, mostram-se atraentes para o consumidor, e isso[…]

Xô, recessão técnica!! Xô?!

Foi vastamente noticiado na mídia que o Brasil vivenciou uma recessão técnica no primeiro semestre desse ano. Mas nós saímos da recessão técnica!! O terceiro trimestre do ano apresentou o modesto crescimento de 0,1%. Será que isso é motivo de comemoração? O que isso quer dizer? Bem, recessão é um fenômeno ligado ao processo de[…]

Receba o AE1