A ciência da escassez e as finanças pessoais

Nós temos explicado que o conceito de escassez remete à ideia de limites e um bom exemplo de limite é o nosso orçamento pessoal. De acordo com o IBGE, no mês de agosto, o salário médio da maioria dos brasileiros ocupados nas principais regiões metropolitanas foi de R$ 2.055,50.

Considerando que são retidos na fonte 9% de INSS e 7,5% de IRRF, então o salário recebido em conta cai para R$ 1.864,30. Considerando ainda que o salário mínimo é de R$ 724,00, estamos falando, então, que o salário médio do brasileiro é 2,5 vezes o salário mínimo. Parece bastante positivo, né?

Na média, estes R$ 1.864,30 compõe a restrição orçamentária do indivíduo ou família. Em outras palavras, cada um de nós consome um conjunto de bens, mas enfrenta um limite (que é o nosso salário). Por esta razão, a teoria microeconômica considera que cada consumidor escolhe o melhor conjunto de bens que possa adquirir. Entretanto, no mundo real, diversas estratégias são utilizadas para fazer com que gastemos mais do temos ou além do que podemos: cartão de crédito, cheque especial, empréstimo pessoal, crediário, etc.

De acordo com os dados do Serasa Experian, órgão que apura o índice de inadimplência, desde 2009 (base da série histórica do índice), aproximadamente 58% dos brasileiros estão devendo. Estes indicadores mostram a necessidade de lidar melhor com as finanças.

E você, leitor, como lida com as suas finanças? Já passou por apuros? Mande sua história pra gente e, caso tenha alguma dúvida, crítica, sugestão ou elogio, mande um e-mail para contato@analiseeconomica.com.br.

Para saber mais:
Pesquisa Mensal de Emprego – http://bit.ly/17Upurf
Entenda os descontos no seu salário – http://bit.ly/1dmoIV2
Salário Mínimo – http://bit.ly/1rgv6zM
Inadimplência do Consumidor – http://bit.ly/1AlVSwd

Créditos da imagem: http://bit.ly/1rIdFIH

2 thoughts on “A ciência da escassez e as finanças pessoais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.