Estamos entrando em um estado de estagflação?‏

Estagflação foi um termo criado na economia moderna, sendo visto na literatura econômica pela primeira vez em meados de 1970, para definir uma economia com baixo crescimento e altas taxas de inflação. Mas antes de explicar o que vem a ser estagflação, vamos dar um panorama nas bases envolvidas na construção deste conceito.

A inflação significa um aumento generalizado dos preços em virtude da quantia de moeda circulando, logo, racionalmente falando, espera-se que em uma economia onde o dinheiro esteja circulando mais do que a sua capacidade esteja, no mínimo, aquecida. Quando está “desaquecida”, temos então o cenário de recessão ou queda da atividade econômica.

Apelando novamente para a racionalidade, espera-se que uma economia em recessão tenha um processo deflacionário. Então por que o noticiário econômico está divulgando uma possibilidade de estagflação se nós temos um cenário histórico de pleno emprego e salários elevados?

O problema está em um lado quase oculto, mas que faz parte de “todos nós”: o lado fiscal da economia. Trocando em miúdos, são os custos administrativos de manter a estrutura salarial e a livre circulação da moeda no país. Colocando em um exemplo prático, é como se você tivesse um alto salário e altos custos para mantê-lo. Uma hora seu orçamento sufoca.

Para saber mais:
Antes, crises recessivas faziam parte suja do ajuste – http://bit.ly/1Dm1EBF
Anatomia de uma estagflação – http://bit.ly/1zLaSzT

Créditos da imagem: http://bit.ly/1CEJo0M

Tem alguma crítica, sugestão ou dúvida? Entre em contato conosco.

3 thoughts on “Estamos entrando em um estado de estagflação?‏

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.