Vamos falar sobre política fiscal?

Você sabe o que significa política fiscal? Pense nas finanças da sua casa: quem trabalha contribui com as receitas da família e, via de regra, todos geram despesas, neste sentido, é necessário realizar algum controle para fazer com que as receitas da casa cubram o máximo possível todas as despesas da família, além de sobrar para gastos futuros. Na essência, isso é política fiscal: medidas para controlar os gastos do governo, para que não ultrapassem as receitas. Mas no caso do governo, as receitas vem da tributação e os gastos são com folha de pagamento de servidores, transferências de renda, investimentos públicos, etc. Dependendo da situação econômica, o governo pode realizar gastos acima das receitas, gerando déficits. Esses déficits geralmente ampliam o endividamento público e a emissão de moeda, sendo necessária a emissão de títulos da dívida pública para cobrir a diferença. Essa ação amplia a dívida interna, pressionando a taxa de juros para cima. E, no caso da emissão de moeda, também pode gerar surtos inflacionários, pois mais moeda disponível representa mais demanda agregada (no curto prazo). Para combater os déficits, o caminho mais adotado é o da política fiscal mais restritiva: corte nos gastos públicos (menos investimento por parte do governo ou menos consumo governamental, ou ainda redução dos salários reais dos servidores públicos). O Brasil sofreu por muito tempo com déficits crônicos, tendo solucionado este problema somente com o plano real.

 

Dúvidas, críticas, elogios ou sugestões? Mande um e-mail pra gente em contato@analiseeconomica.com.br.

 

Créditos da imagem: http://www.sppert.com.br/miniaturas/Brasil/Economia/Pol%C3%ADtica_Econ%C3%B4mica//Pol%C3%ADtica_Fiscal/0_1278529380.8625.jpg

2 thoughts on “Vamos falar sobre política fiscal?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.